Qual a importância da gestão fiscal e como otimizar essa gestão na empresa?

4 minutos para ler

Toda empresa precisa lidar com a gestão fiscal para ter sucesso. De fato, quando a organização dessa gestão não é feita de maneira efetiva, ela tende a se tornar uma grande dor de cabeça por tomar muito tempo. Entretanto, quando os gestores deixam de encará-la com um olhar negativo, pode encontrar vários benefícios no processo.

O primeiro passo é escolher um bom modelo de tributação para o negócio. Esse ponto reflete diretamente em como as obrigações serão cumpridas junto ao Fisco. Sem contar que mostra um panorama de monitoramento das ações financeiras, o que é fundamental no momento de evitar comprometimentos.

Quer saber mais? Vamos mostrar a importância da gestão fiscal e como otimizá-la em sua empresa!

Entenda a importância da gestão fiscal

A gestão fiscal envolve diversas ações preventivas em relação ao cumprimento das exigências da legislação tributária. De maneira geral, isso inclui as obrigações tributárias acessórias, que giram em torno da emissão de documentos fiscais, escrituração fiscal e entrega de declarações e informações ao Fisco. 

Além de cumprir com todas as suas obrigações, a empresa que prioriza uma boa gestão fiscal percebe muita diferença na hora de proporcionar informações precisas sobre o negócio. A regularidade perante os órgãos fiscais ajuda a contribuir ainda para o aumento significativo da margem de lucro conforme o recolhimento adequado dos impostos.  

Faça um bom planejamento tributário

Para que seja possível ter atenção especial com a gestão fiscal, é preciso fazer um bom planejamento. Dessa forma, quem negligencia esse tipo de organização acaba tendo que lidar com imprevistos e sofre uma série de prejuízos. 

O grande segredo, nesse caso, está no gestor responsável tentar se antecipar em relação ao máximo de eventos possível. Como consequência, se torna mais simples criar soluções criativas para quando as questões surgirem, a fim de reduzir os impactos no negócio. 

Um bom exemplo disso está justamente na carga tributária atrelada à empresa. A obrigação, aqui, é pagar o valor exato previsto na legislação. Para isso, torna-se indispensável criar um planejamento tributário que tenha total relação com as necessidades e as obrigações da empresa no mercado.

Powered by Rock Convert

Registre os números gerados pela empresa

O monitoramento adequado das finanças no universo corporativo está diretamente ligado ao registro adequado dos números da empresa. Tenha em mente que quanto melhor for esse sistema de gerenciamento, melhor será o controle das finanças a longo prazo.

Em função disso, o gestor consegue ter um olhar amplo do funcionamento interno e reduz significativamente as chances de tomar decisões impulsivas. Outro ponto importante é que, com o registro, a gestão do negócio se torna mais alinhada com seus objetivos iniciais, traçados na etapa anterior descrita no planejamento estratégico.

Com isso, também é possível definir se as estratégias usadas fornecem bons resultados e permitem cumprir as obrigações legislativas de maneira efetiva. Inclusive, se as metas estiverem distantes da projeção, é mais simples colocar em prática outros planos no planejamento.

Verifique a existência de benefícios fiscais

O caminho até os benefícios fiscais passa também pelo planejamento tributário bem realizado. Além das ações realizadas em esfera federal, também é interessante ressaltar que alguns estados e cidades proporcionam programas de isenções ou descontos específicos de impostos. Tudo isso costuma ser ligado à necessidade de contrapartidas oferecidas pelas empresas.

Ainda que muitos gestores não considerem esses descontos tão interessantes, vale a pena estudar cuidadosamente como funcionam esses benefícios em sua área de atuação.

Primeiro avalie se sua empresa se enquadra dentro dos processos disponíveis e faça todas as contas necessárias. Também é indispensável fazer projeções em médio e longo prazo. Quando os números são muito relevantes, existem até mesmo organizações que preferem mudar de estado para não ter os procedimentos de operação comprometidos ou receber melhores benefícios.

Pronto! Agora você já sabe como a gestão fiscal pode ser otimizada em sua empresa. Além de desenvolver medidas para otimizá-la o máximo possível, também é importante contar com a ajuda de uma empresa especializada em gerenciamento e inovações tecnológicas para facilitar esse tipo de melhoramento e otimizar cada vez mais os resultados.

Gostou das informações do artigo? Então entre em contato com a Datacamp e conheça soluções personalizadas para a gestão fiscal da sua empresa.

Posts relacionados

Deixe um comentário